Saturday, May 30, 2009

Wednesday, May 27, 2009

A Lição da Raiva


Os dois homens que competiam na ultrapassagem nunca tinham se visto antes. Não havia nenhum motivo para que tivessem tanta raiva um do outro, mas foram dominados pela fúria apenas porque um queria ultrapassar o outro.
    Três famílias foram devastadas por esse trágico acidente causado pela raiva, que algumas autoridades acreditam ser hoje em dia a causa principal dos acidentes nas estradas norte-americanas.
    Todos nós já vivemos situações parecidas, em que sentimos muita raiva, mas por sorte poucos de nós sofremos conseqüências tão extremas. O sentimento de raiva ante determinadas situações é inevitável, mas precisamos aprender a expressá-la de uma maneira saudável para pdder controlá-la antes que ela nos domine.
    A raiva é uma emoção natural que no estado normal deveria levar alguns segundos para se exteriorizar. Por exemplo, se alguém fura a fila do cinema em que estamos, é natural que fiquemos com raiva da pessoa. Se reconhecêssemos a nossa raiva e procurássemos expressar nossa discordância de uma forma firme e tranqüila, provavelmente a raiva passaria e ficaríamos bem. os problemas surgem quando explodimos, manisfestando a nossa raiva de uma maneira inadequada., ou quando a reprimimos, deixando que se acumule.
    A raiva reprimida não evapora simplesmente: ela se transforma em uma questão inacabada. Se deixarmos de lidar com o pouco de raiva que várias situações suscitam, a raiva vai crescendo até explodir no lugar errado e por uma razão desproporcional à que a causou. Aqueles dois motoristas estavam tão saturados de raiva antiga que, quando se encontraram, ela explodiu. Em poucos segundos os dois estouraram como vulcões.
    Notamos que temos raiva acumulada quando, apesar de as pessoas que nos magoaram assumirem a responsabilidade pro suas ações e se desculaprem, não conseguimos perdoá-las. Se apesar das desculpas, continuamos com raiva, trata-se de um sentimento antigo. E ele pode vir à tona repetidamente, de maneiras diferentes e inesperdas.
    Muitas pessoas foram criadas em famílias em que qualquer manifestação de raiva era censurada. Outras vêm de famílias nas quais até mesmo os problemas mais corriqueiros provocavam explosões de raiva. É difícil encontrar alguém que saiba lidar com equilíbrio com essa emoção natural que é a raiva. Em vez de pararmos para reconhecer que estamos com raiva e escolher livremente o que fazer com ela, nós a censuramos, a negamos, ou a manifestamos onde não devemos e de forma inadequada. É importante saber: a raiva é uma reação natural, que pode ser muito útil no lugar e na hora certa, e na proporção adequada.
   

Friday, May 22, 2009

PROCURAR O AMOR


Você já reparou que as pessoas que vivem a procurar o amor perfeito perdem a chance de conhecer pessoas e amar? Isso mesmo: enquanto buscamos a perfeição, deixamos de viver. Na tentativa de ser o pai perfeito, não abraçamos nossos filhos tanto quanto poderíamos. Enquanto tentamos ser os profissionais perfeitos, vivemos preocupados e estressados. Nessa loucura de sermos sempre a pessoa ideal, desperdiçamos os momentos mais importantes da nossa existência. E, você, tem se permitido viver?
(Roberto Shinyashi)

CONVITE

Wednesday, May 20, 2009

Cuidado com a frustração


A frustração pode ser um círculo vicioso e descendente. Se você se frustra com o seu trabalho, este se torna ainda mais difícil, o que leva a mais frustração. Quando você se frustra com as ações de outras pessoas, suas atitudes freqüentemente reforçam o comportamento ofensivo delas, o que aumenta sua frustração.
Na frustração existe ressentimento, mas também o desejo de melhorar. Esqueça o ressentimento. Ele só serve para tornar a situação ainda pior. Em vez disso, concentre-se na motivação necessária para transformar essa situação em algo proveitoso.
Use a energia da sua frustração não para responder com raiva e ressentimento, mas para seguir em frente de maneira positiva. Não veja sua frustração como uma desculpa para sentir pena de si mesmo. Considere-a como uma forma de identificar oportunidades de crescimento em sua vida.
Esforce-se para eliminar o ressentimento e a autopiedade da sua frustração, e ela se tornará uma força poderosa e positiva. 

 
Autor Anônimo

Monday, May 18, 2009

PARA REFLETIR: DEUS PROCURA


Esta é uma história verídica, narrada por John Powel, S.J.,professor de Teologia da Fé, da Loyola University de Chicago, EUA:

"Um dia, há muitos anos atrás, eu estava de pé na porta da sala, esperando meus alunos entrarem para nosso primeiro dia de aula do semestre. Foi aí que vi Tom, pela primeira vez. Não consegui evitar que meus olhos piscassem de espanto. Ele estava penteando seus cabelos longos e muito loiros que batiam uns vinte centímetros abaixo dos ombros. Eu nunca vira um rapaz com cabelos tão longos. Acho que a moda estava apenas começando nessa época.
Mesmo sabendo que o que importa não é o que está fora, mas o que vai dentro da cabeça, naquele dia eu fiquei  um pouco chocado. Imediatamente
classifiquei Tom com um” E “de estranho... muito estranho!”.
Tommy acabou se revelando o "ateísta de plantão" do meu curso de Teologia
da Fé. Constantemente, fazia objeções ou questionava sobre a possibilidade
de existir um Deus-Pai que nos amasse incondicionalmente.
Convivemos em relativa paz durante o semestre, embora eu tenha que admitir
que às vezes ele era bastante incômodo.
No fim do curso, ele se aproximou e me perguntou, num tom ligeiramente irônico:
- O senhor acredita mesmo que eu possa encontrar Deus algum dia?
Resolvi usar uma terapia de choque: - Não, eu não acredito! -respondi.
- Ah! - ele respondeu - Pensei que era este o produto que o senhor esteve
tentando nos vender nos últimos meses.
Eu deixei que ele se afastasse um pouco e falei, bem alto:

Eu não acredito que você consiga encontrar Deus, mas tenho absoluta certeza de que Ele o encontrará um dia. Ele deu de ombros e foi embora da
minha sala e da minha vida.
Algum tempo depois soube que Tommy tinha se formado e, em seguida, recebi
uma notícia triste: ele estava com um câncer terminal. E antes que eu
resolvesse se ia à sua procura, ele veio me ver.
Quando entrou na minha sala, percebi que seu físico tinha sido devastado pela  doença e que os cabelos longos não existiam mais, devido à quimioterapia.
Entretanto, seus olhos estavam brilhantes e sua voz era firme, bem
diferente daquele garoto que conheci.
- Tommy, tenho pensado em você. Ouvi dizer que está doente! - falei.
- Ah, é verdade, estou seriamente doente. Tenho câncer nos dois pulmões. É
uma questão de semanas, agora.

Você consegue conversar bem a esse respeito?
- Claro, o que o senhor gostaria de saber?

-Como é ter apenas vinte e quatro anos e saber que está morrendo?
-Acho que poderia ser pior.
Como assim?
- Bem, eu poderia ter cinqüenta anos e não ter noção de valores ou ideais, ou  ter sessenta anos e pensar que bebida, mulheres e dinheiro são as coisas mais "importantes" da vida.

Lembrei-me da classificação que atribuí a ele: "E" de "estranho" (parece que as
pessoas que recebem classificações desse tipo, são enviadas de volta por Deus para que eu possa repensar o assunto).
- Mas a razão pela qual eu realmente vim vê-lo - disse Tom - foi a frase
que o senhor me disse no último dia de aula. (Ele se lembrava!...)

Tom continuou: - Eu lhe perguntei se o senhor acreditava que eu encontraria Deus algum dia e  o senhor respondeu 'Não', o que me surpreendeu. Em seguida, o senhor disse, "mas Ele o encontrará". Eu pensei  um bocado a respeito daquela frase,  embora na época não estivesse muito interessado no assunto.  Mas quando os médicos removeram um nódulo da minha virilha e me disseram que se tratava de um tumor maligno, comecei a pensar com mais seriedade sobre a idéia de procurar Deus. E quando a doença se espalhou por outros órgãos, eu comecei realmente a dar murros desesperados nas portas de bronze do paraíso. Mas Deus não apareceu. De fato, nada aconteceu. O senhor já tentou fazer alguma coisa por um longo período,sem sucesso? A gente fica cansado, desanimado. Um dia, ao invés de continuar atirando apelos por cima do muro alto atrás de onde Deus poderia estar... ou não... eu desisti,
simplesmente. Decidi que de fato não estava me importando... com Deus, com uma possível vida eterna ou qualquer coisa parecida. E decidi utilizar o tempo que me
restava fazendo alguma coisa mais proveitosa. Pensei no senhor e nas suas  aulas e me lembrei de uma coisa que o senhor havia dito noutra ocasião: "A  tristeza mais profunda, sem remédio, é passar pela vida sem amar. Mas é  quase tão triste passar pela vida e deixar este mundo sem jamais ter dito às pessoas queridas o quanto você as amou.

"Então resolvi começar pela pessoa mais difícil: meu pai.
Ele estava lendo o jornal quando me aproximei dele: - Papai...eu disse.
- Sim, o que é? - ele perguntou, sem baixar o jornal.
- Papai, eu gostaria de conversar com você.
- Então fale.
- É um assunto muito importante!
O jornal desceu alguns centímetros, vagarosamente.
- O que é?
- Papai, eu o amo muito. Só queria que você soubesse disso.
O jornal escorregou para o chão e meu pai fez duas coisas que eu jamais havia  visto: Ele chorou e me abraçou com força. E conversamos durante toda à  noite, embora ele tivesse que ir trabalhar na manhã seguinte. Foi tão bom poder me sentar junto do meu pai, conversar, ver suas lágrimas, sentir seu abraço, ouvi-lo dizer que também me amava!... Foi uma emoção indescritível!

Foi mais fácil com minha mãe e com meu irmão mais novo. Eles choraram também e nós nos abraçamos e falamos coisas realmente boas uns para os outros. Falamos sobre as coisas que tínhamos mantido em segredo por tantos anos, e que era tão bom partilhar.
Só lamentei uma coisa: que eu tivesse desperdiçado tanto tempo, me privando de momentos tão especiais.
Naquela hora eu estava apenas começando a me abrir com as pessoas que amava.
Então, um dia, eu olhei, e lá estava ELE. Ele não veio ao meu encontro quando  lhe implorei. Acredito que estava agindo como um domador de animais que,  segurando um chicote, diz: - Vamos, pule! Eu lhe dou três dias.. três semanas...
Parece que Deus não se deixa impressionar. Ele age a Seu modo e a Seu tempo.
Mas o que importa é que Ele estava lá. Ele me encontrou... O senhor estava certo. Ele me encontrou mesmo depois de eu ter desistido de procurar por Ele.

Tommy - eu disse, bastante comovido - o que você está dizendo é muito mais
importante e muito mais universal do que você pode imaginar. Para mim, pelo menos, você está dizendo que a maneira certa de encontrar Deus, não é fazendo Dele um bem pessoal, uma solução para os nossos problemas ou um consolo em tempos difíceis, mas sim se tornando disponível para o verdadeiro Amor. O apóstolo José disse isto: "Deus é Amor e aquele que vive no Amor, vive com Deus e Deus vive com ele".
- Tom, posso pedir-lhe um favor? Você sabe que me deu bastante trabalho quando foi meu aluno. Mas (aos risos) agora você pode me compensar por aquilo.
Você viria à minha aula de Teologia da Fé e contaria aos meus alunos o que  você acabou de me contar? Se eu lhes contasse não seria a mesma coisa, não
tocaria tão fundo neles!
- Oooh!... eu me preparei para vir vê-lo, mas não sei se estou preparado
para  enfrentar seus alunos.
- Então, pense nisto. Se você se sentir preparado, telefone para mim.

Alguns dias mais tarde, Tom telefonou e disse que falaria com a minha turma.
Ele queria fazer aquilo por Deus e por mim. Então marcamos uma data.
Mas, o dia chegou... e ele não pode ir. Ele tinha outro encontro, muito mais importante do que aquele. Ele se foi... Tom havia dado o grande passo para a verdadeira realidade. Ele foi ao encontro de uma nova vida e de novos desafios.
Antes de ele morrer, ainda conversamos uma vez.
- Não vou ter condições de falar com sua turma. - ele disse.
- Eu sei, Tom.
- O senhor falaria com eles por mim? O senhor falaria... com todo mundo  por mim?
- Vou falar, Tom. Vou falar com todo mundo. Vou fazer o melhor que puder.

Portanto, a todos vocês que foram pacientes, lendo esta declaração de amor
tão sincera, obrigado por fazê-lo.

E a você Tommy, onde quer que esteja, aí está: eu falei com todo mundo...do melhor modo que consegui. E espero que as pessoas que tiveram conhecimento desta história, possam contá-la aos seus amigos, para que mais gente possa conhecê-la...".

"OS AMIGOS SÃO O MEIO PELO QUAL DEUS GOSTA DE CUIDAR DE NÓS!...” QUE FALEMOS PARA AS PESSOAS QUE VERDADEIRAMENTE NOS AMAM: - EU TE AMO

Friday, May 15, 2009

AMOR MAIUSCULO

"Um homem de idade já bem avançada veio à Clínica onde trabalho, para fazer um curativo na mão ferida. Estava apressado, dizendo-se atrasado para um compromisso, e enquanto o tratava perguntei-lhe sobre qual o motivo da pressa. Ele me disse que precisava ir a um asilo de anciãos para, como sempre, tomar o café da manhã com sua mulher que estava internada lá. 
Disse-me que ela já estava há algum tempo nesse lugar porque tinha um Alzeimer bastante avançado. Enquanto acabava de fazer o curativo, perguntei-lhe se ela não se alarmaria pelo fato de ele estar chegando mais tarde. 
- Não, ele disse. Ela já não sabe quem eu sou. Faz quase cinco anos que não me reconhece. 
Estranhando, lhe perguntei: 
- Mas se ela já não sabe quem o senhor é, porque essa necessidade de estar com ela todas as manhãs? Ele sorriu e dando-me  uma palmadinha na mão, disse: 
- É . Ela não sabe quem eu sou, mas eu contudo sei muito bem quem é ela. 
Meus olhos lacrimejaram enquanto ele saía e eu pensei: Essa é a classe de amor que eu quero para a minha vida. 
O verdadeiro amor não se reduz ao físico nem ao romântico. O verdadeiro amor é a aceitação de tudo o que o outro é, do que foi, do que será e... do que já não é..." 

FRASE DO DIA


"A DIFERENÇA ENTRE O GOVERNO DA INGLATERRA E O DO BRASIL É QUE 
LÁ O GOVERNO É PARLAMENTAR... 
E, AQUI, É PRÁ... LAMENTAR .

Wednesday, May 13, 2009

PARA DESCONTRAIR :COISA DE NONO

O nono estava hospitalizado, os filhos, netos e bisnetos vieram de todos os cantos do mundo.Os médicos deixaram que os parentes levassem-no para a sua casa, para cumprir o último desejo de morrer em casa ao lado de seus queridos.Foi para o quarto e as visitas foram se revezando para tentar consolar e dar conforto ao nono em seu derradeiro momento. De repente o nono sentiu um aroma de comida que vinha da cozinha.
Era a nona tirando do forno uma fornada de pastiére de grano italiani.
Os olhos do nono brilharam e ele se reanimou.
Então o nono pediu ao bisneto que estava ao lado da cama dele:
- Piccolo mio, vá lá na cojina e pede um pedaxo de pastiére pra nona.
O guri foi e voltou muito rápido.
- E o pastiére?
- perguntou o nono.
- A nona disse que não!
- Ma per que non, porca miséria?
- A nona disse que é para velório!!!

Monday, May 11, 2009

MENSAGEM DO DIA

Trate os defeitos dos outros com a mesma consideração que lida com os seus.

Friday, May 8, 2009

E TUDO MUDOU

E tudo mudou...
O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss
O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone
A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha "Problemas de moça" viraram TPM Confete virou MM A crise de nervos virou estresse A chita virou viscose. A purpurina virou gliter A brilhantina virou mousse Os halteres viraram bomba A ergométrica virou spinning A tanga virou fio dental E o fio dental virou anti-séptico bucal Ninguém mais vê... Ping-Pong virou Babaloo O a-la-carte virou self-service A tristeza, depressão O espaguete virou Miojo pronto A paquera virou pegação A gafieira virou dança de salão O que era praça virou shopping A areia virou ringue A caneta virou teclado O long play virou CD A fita de vídeo é DVD O CD já é MP3 É um filho onde éramos seis O álbum de fotos agora é mostrado por email O namoro agora é virtual A cantada virou torpedo E do "não" não se tem medo O break virou street O samba, pagode O carnaval de rua virou Sapucaí O folclore brasileiro, halloween O piano agora é teclado, também O forró de sanfona ficou eletrônico Fortificante não é mais Biotônico Bicicleta virou Bis Polícia e ladrão virou counter strike Folhetins são novelas de TV Fauna e flora a desaparecer Lobato virou Paulo Coelho Caetano virou um chato Chico sumiu da FM e TV Baby se converteu RPM desapareceu Elis ressuscitou em Maria Rita? Gal virou fênix Raul e Renato, Cássia e Cazuza, Lennon e Elvis, Todos anjos Agora só tocam lira... A AIDS virou gripe A bala antes encontrada agora é perdida A violência está coisa maldita! A maconha é calmante O professor é agora o facilitador As lições já não importam mais A guerra superou a paz E a sociedade ficou incapaz... ... De tudo. Inclusive de notar essas diferençasLuis Fernando Veríssimo

Wednesday, May 6, 2009

LIBERDADE DE AMAR

Não quero alguém que morra de amor por mim...
Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim...
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível...
E que esse momento será inesquecível...
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento...
E não brinque com ele.
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros...
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela.
Mario Quintana

Monday, May 4, 2009

MENSAGEM DO DIA

"O bom da vida é tentar dez vezes, errar nove e acertar apenas uma, quem tenta não despediça tempo, ganha experiência". 
 Autor(a): André Docky